A História da ASHI no Brasil

A história da ASHI começou no Brasil na década de 90, logo após seu surgimento nos EUA em 1996. As agências americanas de mergulho autônomo atuantes no Brasil necessitavam que seus instrutores de mergulho fossem proficientes em primeiros socorros antes de serem instrutores de mergulho e sempre buscavam parceria com agências americanas a fim de habilitar esses instrutores como alunos atualizados e posteriormente como instrutores de primeiros socorros desburocratizando essa educação continuada necessária ao mergulho.

Tanto os Instrutores DAN como os Instrutores NAUI necessitavam para ministrar cursos de primeiros socorros serem instrutores também da ASHI, no caso da DAN na época, só poderia ser instrutor DAN de provedor de O2 se o candidato fosse instrutor de primeiros socorros antes por uma agência com reciprocidade com a DAN tanto que o diretor geral da DAN depois se tornou diretor geral da HSI instituto no qual a ASHI faz parte.

Nessa época, Rafael Di Nicola e Mário Castro, diretores e responsáveis pela NAUI no Brasil trouxeram dos EUA essa parceria da NAUI x ASHI e o primeiro e único MIT (que é uma concessão) no Brasil foi o Course Director NAUI Marco Aurélio Reis Jr de Campinas  que tornou sua empresa de serviços a Aventura Esportiva como centro ativo e autorizado ASHI até então único no País devidamente autorizado a capacitar novos instrutores e novos Trainers ASHI.


A história da ASHI junto a minha

Eu me tornei Instrutor NAUI em 1999 e em seguida instrutor ASHI.  Meu curso de Instrutor e meu curso de Trainer foi com o Marco Aurélio em Campinas e na época credenciamos a Acquacamp Dive Center como centro de treinamento ASHI sob designação AVEN54 tendo como diretor o Daniel e eu como instrutor responsável. Eu verifiquei algum tempo depois, que mesmo possuindo um padrão de credencial fruto dessa parceria NAUI x ASHI seja de aluno ou instrutor, o mesmo não recebia uma credencial própria da ASHI e no site da HSI.com também não encontrávamos nossos dados como instrutores internacionais da ASHI.

A parceria se limitava apenas a formar mergulhadores e instrutores de mergulho em provedores de primeiros socorros e instrutores de primeiros socorros, porém sem qualquer tipo de registro internacional pela ASHI. Desta forma, fiz contato direto com a ASHI e solicitei autorização para, como Trainer, formar novos Trainers no Brasil e auxiliar outros centros na abertura e compra de programas de treinamento.

Em 2002 eu comprei os diversos cursos disponibilizados pela ASHI em seu portal, formei inicialmente 12 Trainers no Brasil e abri pouco mais de 10 centros e fui trabalhando em conjunto com estes centros para divulgar a agência e formar novos provedores de emergências e Instrutores.

Após o protocolo de 2005 vários programas ASHI foram atualizados e comercializados e no final de 2006 comprei os programas disponíveis e com a autorização da central da ASHI disponibilizamos esses materiais aos instrutores e centros de treinamento. De 2006 a 2016, um trabalho de 10 anos, auxiliei a abertura de 110 centros de treinamento ASHI no Brasil formando mais de 400 instrutores capacitados a atuar em pelo menos 18 estados brasileiros.


A evolução das credenciais da ASHI

Desde a época que iniciei os trabalhos junto a ASHI que possuía apenas um centro autorizado e 2 instrutores realmente autorizados, pelo menos era o que eu tinha conhecimento, 5 equipes já passaram pela ASHI responsáveis pelos escritórios, sessões diversas e auxílio aos outros Países e vemos as mudanças através dos TCAM que são os manuais administrativos que vão surgindo de acordo com as mudanças ocorridas e os problemas que chegam a agência.

Devido minha experiência com a ASHI desde sua chegada no Brasil, eu presto consultoria aos centros ativos hoje e todos instrutores que eu capacitei todos os dias que eles necessitam, o ano inteiro. Apesar do meu nome não aparecer mais como instrutor ativo, por decisão própria, e também da SBV Treinamentos não aparecer como centro ativo, também por decisão do nosso time de profissionais, temos parcerias com os centros ativos dentro do Brasil e fora do Brasil, sejam eles formadores de provedores ou formadores de instrutores, e auxiliamos a todos que desejem possuir seu centro ASHI a trabalhar com seu centro da melhor forma possível aqui no Brasil.

Ainda estamos capacitando instrutores de APH mesmo porque trabalho com 11 agências internacionais e desta forma, personalizamos o programa que melhor se adequa a sua necessidade ou da sua empresa, o nosso objetivo é que você alcance o seu sucesso desejado e tenha credibilidade no mercado assim como temos, atuando desde 1990 com programas de treinamento.

Obrigado e conte sempre conosco!

Por Juliano de Figueiredo Silvério Alves, Instrutor 54960 ASHI

figueiredodiver@gmail.com